Xtratime Community banner

1 - 20 of 20 Posts

·
Registered
Joined
·
5,571 Posts
Discussion Starter #1
Leônidas da Silva morre em São Paulo

LANCEPRESS!

O ex-jogador Leônidas da Silva morreu na tarde deste sábado. O Diamante Negro, como era conhecido, tinha completado 90 anos em setembro do ano passado e lutava contra o Mal de Alzheimer há cerca de dez anos. Ele estava internado em uma clínica geriátrica, na Granja Viana, em São Paulo.

Leônidas, que foi o inventor do gol de bicicleta, nasceu no dia 6 de setembro de 1913 na Avenida Francisco Bicalho, na Zona Norte do Rio de Janeiro. O craque jogou pelo Sírio e Libanês, Bonsucesso, São Cristovão, Peñarol (Uruguai), Vasco, Botafogo, Flamengo e São Paulo.

Pela Seleção Brasileira, Leônidas a Silva disputou 37 jogos e marcou 37 gols. Ele disputou duas Copas do Mundo com a camisa verde e amarela (em 1934, na Itália, e em 1938, na França).

No São Paulo, clube em que atuou por nove anos (de 1942 a 1951), o Diamante Negro jogou 211 partidas e anotou 140 gols. Pelo Tricolor, Leônidas conquistou cinco Campeonatos Paulistas. E foi no São Paulo que o craque encerrou sua carreira de jogador e lá tornou-se técnico posteriormente.

:( :( :( :(
 

·
Registered
Joined
·
19,633 Posts
RIP. :depress:
 

·
DAGOODS = RATINGS
Joined
·
22,488 Posts
GOD BLESS HIS SOUL AND FAMILY!!!

R.I.P.
 

·
Registered
Joined
·
594 Posts
LANCEPRESS!

"O ex-jogador Leônidas da Silva morreu na tarde deste sábado. O Diamante Negro, como era conhecido, tinha completado 90 anos em setembro do ano passado e lutava contra o Mal de Alzheimer há cerca de dez anos. Ele estava internado em uma clínica geriátrica, na Granja Viana, em São Paulo.

Leônidas da Silva jogou numa época em que não havia televisão. Mesmo assim, foi, é e será sempre, especialmente agora, que sai da vida para entrar na história, figura de importância fundamental na trajetória do futebol, do Brasil e do mundo. Centroavante de estilo clássico, para muitos inimitável, Leônidas é parte de destaque na existência da Seleção Brasileira, e nas de pelo menos dois clubes gigantes, o Flamengo e o São Paulo.

Pois o nosso futebol ainda era quase desconhecido lá fora quando a Seleção desembarcou na França para o Mundial de 1938. O nível do nosso “scratch” era muito bom, mas foi Leônidas quem efetivamente desequilibrou, mostrando enfim aos europeus que sobravam talento e habilidade por aqui.

Graças a Leônidas, que já gozava de conceito considerável em todo o país, a Rádio Clube do Brasil do Rio de Janeiro realizou um esforço extraordinário para transmitir o torneio, ao vivo, na voz de Leonardo Gagliano Neto. Pois é. Não havia TV, e as façanhas do craque na França, digamos, ampliadas, pelo pioneiro locutor, conferiram ao craque, logo após a Copa, fama absolutamente extraordinária. Lá virou “Homem de Borracha” e “Diamante Negro”. Aqui, sua popularidade passou a rivalizar com a de Getúlio Vargas, o presidente da República, e a de Orlando Silva, “o cantor das multidões”. Para que se tenha uma idéia, Leônidas ganhou com facilidade o concurso “Maior Craque do Brasil”, promovido pelos cigarros Magnólia, obtendo o dobro de votos de Hércules, do Fluminense e de Oscarino, do América.

Saibam também as mais novas gerações que a presença de Leônidas no Flamengo, entre 1936 e 1942, foi fundamental para transformá-lo no clube mais popular do Brasil. O Flamengo era um clube elitista. E não via com bons olhos o aproveitamento de negros. Ao assumir a presidência, José Bastos Padilha introduziu um punhado de novos conceitos e contratou sete craques de pele escura, Leônidas entre eles, derrubando preconceitos, atraindo milhões de simpatizantes.

E foi também graças a Leônidas que o São Paulo cresceu extraordinariamente, conquistando cinco – 1943, 45, 46, 48 e 49 – dos oito títulos paulistas que o craque disputou entre 1942 e 1949. Fundado em 1935, o máximo que o Sampa havia obtido até a chegada do craque eram os vices de 1938 e de 1941. Não seria exagero, assim, dizer que o São Paulo transformou-se definitivamente em time grande por causa de Leônidas.
Que descanse em paz, esse craque que tem lugar cativo em todas as enciclopédias do futebol."

:(

R.I.P
 

·
Administrator
Joined
·
29,706 Posts
The importance of this player can be hardly measurable. To a point that before him the daily newspapers used one page to cover football. After him, it was two pages. One about him, one about the rest.

This agile black player, full of malice, full of acrobatics movements was one symbol of the invention of the brazilian way of playing football. A goal scoring machine, popular with the crowd. Started his career for Sao Cristovao, old small team of Rio in the amateur age. He soon attracted the attention of Vasco and joined them. But the turmoil of the change of the amateur-professional age here made him move to Penarol- then one of the best (if not the best) team in the world then, the uruguaian amazed with his skill playing for Brazil. But there he could not reproduce the success, between problems with the knee and some short of prejudice over his brazilian style. He returned after a year, with Domingos da Guia. Joined Vasco, Botafogo and Flamengo, changing clubs after money and a professional situation. Also he played his first WC in 1934.
In 1938 his glory, leading a great brazilian team, he scored 8 goals in the world cup, one with barefoot. In the semifinal against Italy, he did not play. A mix between arrogance of the brazilian coach and desire to spare the tired players. Italy won by 2-1. Bad for Brazil but great for Leonidas. His status grow because the legend that he did not played and because that we lost come up. With Flamengo he was part of this team first super team, with Fusto, Domingos and later Zizinho. There he was a star. But again, a fought with the owners of the club made him left to Sao Paulo, where he became a super attraction playing with huge success for Sao Paulo. And there he finished his career near 1949. His trademark - the Scissors kick (here the bicicleta -bike) which invention is to him credited gave him the nickname of elastic man. His black color and high value, black diamond. Ahead of time, he used his nick to get money with the production of a chocolate with same name. Hail to the Black Diamond, Leonidas da Silva. The Myth, The Legend, The hero.

"Toda a vida foi mais ou menos assim: o torcedor nao via direito o que Leonidas fazia, tinha de imaginar quase tudo. Era melhor que imaginar tudo de uma vez. As descricoes dos gols de Leonidas, antes confusas, tremidas como seus instantaneos, tornarem-se nitidas, minuciosas" - Mario Filho, 1946.
 

·
Registered
Joined
·
1,602 Posts
Some say he was better than Pelé, but we will never know, since we have very little of him on film. However, for what I have heard, he was a legend and a huge popular star of his time. he has a great place on football history.

May he rest in peace.
 

·
Cachorro
Joined
·
18,741 Posts
A giant has left the planet... and world football is a little bit poorer, now that Leonidas is no longer with us. :depress: Truly, Brazilian football can be divided in "Before Leonidas" and "After Leonidas".

All hail the Black Diamond! :frownani: :star: :proud:
 

·
Registered
Joined
·
5,571 Posts
Discussion Starter #15
My favorite chocolate ever, I'm eating right now. :D

:star: :star: :star: DIAMANTE NEGRO :star: :star: :star:
 

·
Registered
Joined
·
4,742 Posts
Leonidas scored four goals for Brazil in the amazing first-round match with Poland in the 1938 World Cup.

Leonidas had his hat-trick by half-time, and Brazil led 3-1. The score was 4-4 after 90 minutes, and ended up 6-5 for Brazil on Leonidas's barefoot goal in extra time (his boot had come off in the mud of the wet pitch in Strasbourg).

Leonidas was the first man to score four goals in a World Cup match - five minutes ahead of Poland's Ernst Willimowski!
 

·
International
Joined
·
9,526 Posts
sad day...we need more people in football like Leonidas who are prepared to do the unexpected not just for the sake of winning, but also for the sake of art
 
1 - 20 of 20 Posts
Top