Xtratime Community banner

1 - 1 of 1 Posts

·
Registered
Joined
·
36,665 Posts
Discussion Starter #1
2007/08 Portuguese League
Round 22

Sunday, 9 March 2008 (20h00 local time)
Estádio D. Afonso Henriques, Guimarães (27,320 att.)
Ref: Lucílio Baptista [AF Setúbal]


Vitória de Guimarães 2-0 SPORTING


SPORTING
Rui Patrício
Abel
(Miguel Veloso 67') - Tonel - Polga - Grimi
Adrien
(Pereirinha 56')
Izmailov - João Moutinho
Romagnoli
Purovic
(Rodrigo Tiuí 7') - Vukcevic

Subs not used: Stojkovic, Pedro Silva, Gladstone, Farnerud.
Coach: Paulo Bento


Vitória de Guimarães
Nilson
Andrezinho - Sereno - Geromel - Momha
João Alves (Fajardo 90') - Flávio Meireles
Alan - Ghilas (Roberto 83') - Desmarets
Miljan Mrdakovic (Moreno 76')

Subs not used: Nuno Santos, Radanovic, Luciano, Carlitos.
Coach: Manuel Cajuda

---------------------------------------------------
Booked: Tonel (SCP 44'), Ghilas (VSC 57'), Grimi (SCP 64' + 85'), Abel (SCP 66'), João Alves (SCP 69'), Polga (SCP 88'), Fajardo (VSC 90+3').
Sent Off: Grimi (85')
---------------------------------------------------


Fim do sonho... agora é real
by Manuel Casaca in O Jogo

O Guimarães não ganhava ao Sporting desde 1997, mas ontem acabou com esse longo jejum e logo num momento importante da época, pois além de saltar para o terceiro lugar, o último lugar que garante o acesso à Liga dos Campeões, derrotou um adversário directo nessa luta. Com o resultado de ontem, os leões correm até o risco de acabar a jornada em sexto lugar, caso o Belenenses derrote, hoje à noite, o Boavista.

A equipa de Manuel Cajuda, que ainda não tinha vencido nenhum dos três "grandes" na presente temporada, justificou inteiramente o triunfo. Foi uma equipa compacta, solidária, bem estruturada e com múltiplas soluções no relvado e no banco. Começou por jogar de forma pausada, numa tentativa de perceber o que o adversário queria, e quando concluiu que podia mesmo avançar para o golo, fê-lo pelos flancos e utilizou a velocidade de Alan, Desmarets e Ghilas, com Miljan a ter um papel preponderante para segurar os centrais do Sporting. Já os leões, que voltaram a não contar com Liedson e apresentaram um onze sem três jogadores que alinharam de início em Bolton, concretamente Miguel Veloso, Pereirinha e Tiuí, tiveram a primeira contrariedade logo nos primeiros minutos, quando Purovic teve de sair, devido a lesão. Depois viveram quase exclusivamente dos remates de longe de Vukcevic, naquela que parecia ser a única solução para bater Nilson. Dos oito remates da equipa de Paulo Bento, seis foram de fora da área, o que atesta bem a dificuldade que o Sporting teve para construir jogadas de ataque. Para isso muito contribuiu a estratégia de Manuel Cajuda, que colocou Desmarets no miolo e atento a João Moutinho, que ontem fez o centésimo jogo no escalão principal do futebol português, enquanto João Alves vigiou à zona Izmailov.

Com mais futebol e sempre mais rematador, o Guimarães chegou justamente ao primeiro golo e foi a loucura dos milhares de adeptos vitorianos. O Sporting acusou esse golo e Paulo Bento mexeu várias vezes na equipa para tentar chegar ao empate. As entradas de Pereirinha e Miguel Veloso são prova do reordenamento que tentou dar o meio-campo, mas sem sucesso. Respondeu Manuel Cajuda com as entradas de Fajardo, Moreno e Roberto. Saiu, aliás, do banco de suplentes o segundo golo dos vimaranenses, num lance em que o antigo jogador de Naval e Belenenses recebeu uma assistência do ponta-de-lança brasileiro e bateu Rui Patrício. Um triunfo que colocou o Guimarães novamente em terceiro lugar, agora com o Sporting mais longe.​
 
1 - 1 of 1 Posts
Top