Xtratime Community banner

1 - 20 of 469 Posts

·
Registered
Joined
·
36,665 Posts
Discussion Starter #1
Nove árbitros de 1.ª categoria, presidentes de FC Porto e Boavista e dirigentes da FPF e Liga alvos de investigação pelo DIAP
in A Bola, 18 Feb 2006


" Nove árbitros de primeira categoria, presidentes do FC Porto e do Boavista e diversos dirigentes da Federação e da Liga de Clubes vão ser investigados pelo Departamento de Investigação e Acção Penal de Lisboa (DIAP) por suspeitas de conluio na adulteração da classificação dos árbitros.

A informação foi este sábado veiculada com grande destaque pelo diário Público.

O despacho que extraiu as certidões do processo «Apito Dourado» para aquele departamento do Ministério Público – adianta aquele jornal -, já foi enviado para alguns dos arguidos e dá conta de que será naquela comarca que se procederá à megainvestigação sobre a alegada fraude nas classificações dos árbitros, com directos reflexos nas classificações dos clubes. "



I have many doubts that the fat cats will really be punished as they deserve in this one, together with their teams, but at least it is nice to see Major Valentão and Bimbo da Costa accused of what all of us know they really are :nasty: :thumbsup:
 

·
Registered
Joined
·
36,665 Posts
Discussion Starter #3
”Apito Dourado”: Pinto da Costa ilibado em mais um processo
in O Jogo
04.09.2006

O Ministério Público (MP) arquivou o processo contra o presidente do FC Porto, Pinto da Costa, por suspeita de crimes de corrupção desportiva no jogo Beira-Mar-FC Porto de 18 de Abril de 2004, noticia na sua edição de hoje o “Jornal de Notícias”, citado pela agência “Lusa”.

De acordo com aquela publicação, o magistrado do MP de Gaia que recebeu a certidão remetida pelo procurador-adjunto de Gondomar titular do caso "Apito Dourado" considera "sugestivo" o quadro de indícios reunidos pela PJ do Porto, mas conclui pela falta de provas.

Em causa estariam alegadas contrapartidas oferecidas pelo FC do Porto a Augusto Duarte, árbitro de Braga, para este praticar actos contrários às leis do jogo. Além do presidente do FCP, Pinto da Costa, e do árbitro Augusto Duarte, estavam também envolvidos no mesmo processo o empresário de jogadores de futebol António Araújo e o árbitro assistente do encontro António Perdigão da Silva.

O jogo em causa correspondeu à 31ª jornada da época 2003/2004, uma ronda antes do FCP ter comemorado o título de Campeão Nacional. No processo, a que o “JN” teve acesso, o magistrado do MP de Gaia conclui que "o quadro de facto que se traçou consente perfeitamente que tal (a existência de contrapartidas) tivesse acontecido, enquanto conduta verosímil, mas não permite afirmar a sua ocorrência em termos que permitam concluir pela possibilidade razoável de aos arguidos, por força dos indícios recolhidos, vir a ser aplicada em julgamento uma pena ou uma medida de segurança".

Dos indícios fazia parte uma deslocação de Augusto Duarte a casa de Pinto da Costa, em Gaia, dois dias antes do jogo, acompanhado de António Araújo. Este encontro, vigiado pela PJ e acompanhado pelas escutas telefónicas, foi justificado pelo árbitro e pelo dirigente do FCP como uma visita "para tomar café".

As suspeitas de investigação avolumaram-se ainda mais pela forma como o empresário António Araújo se referiu nas escutas ao presidente do FC do Porto. Segundo o “JN”, nos diálogos com o árbitro, o empresário de jogadores e ex-sócio de Reinaldo Teles (vice-presidente portista) numa empresa de construção civil, tratou Pinto da Costa como o "engenheiro máximo", o "número um" e o "gerente de caixa".

O relatório do jogo feito para a PJ pelos ex-árbitros Jorge Coroado, Vítor Pereira e Adelino Antunes também não foi comprometedor para Augusto Duarte. Foram assinalados quatro erros, três deles a favor do FC do Porto, mas aparentemente sem influência no resultado.

O “JN” refere ainda que o presidente do FC do Porto já viu o Departamento de Investigação e Acção Penal do MP do Porto arquivar liminarmente o caso que mais polémica causou no processo em Gondomar, o da alegada noitada dos árbitros do FC Porto-Estrela da Amadora com prostitutas.

-----------------------------------

although not surprising it is absolutely disgusting to see this going on...
 

·
Administrator
Joined
·
25,359 Posts
this is one of the reasons why we are still well behind the top leagues.......look at italy? corrupted? hell yeh....but the culprits get punished...here its a complete joke :rollani:
 

·
Legend
Joined
·
1,550 Posts
inacio said:
this is one of the reasons why we are still well behind the top leagues.......look at italy? corrupted? hell yeh....but the culprits get punished...here its a complete joke :rollani:
Is the country in the same state due to gang related activity (mafia's, political corruption, etc)?
 

·
Registered
Joined
·
36,665 Posts
Discussion Starter #6
edit
 

·
Registered
Joined
·
36,665 Posts
Discussion Starter #7
reo said:
Is the country in the same state due to gang related activity (mafia's, political corruption, etc)?
Football is always a mirror of the society in which is included but to say that mafia is in power in Portugal it's a bit too far fetched.

We are a disorganised society still recovering from 50 years of a paralysing fascist dictatorship that left marks in every corner of our country but I would say that our levels of corruption are similar of those in most parts of the Western world.

Anyway, maybe I should stop here as politics is a taboo in XT...
 

·
Registered
Joined
·
36,665 Posts
Discussion Starter #9
This is just the tip of the iceberg but what I find interesting is that all benfiquistas used to make fun of Dias da Cunha when he used to moan about "The System" and now that their president took the Dom Quixote role in our football they get all shocked with this kind of news.
 

·
Registered
Joined
·
4,637 Posts
Filipe Reis said:
This is just the tip of the iceberg but what I find interesting is that all benfiquistas used to make fun of Dias da Cunha when he used to moan about "The System" and now that their president took the Dom Quixote role in our football they get all shocked with this kind of news.
Dias da Cunha and LFV were fighting for the same cause. LFV's home has been broken into several times now that he's the only guy pushing for the "Apito Dourado" to go forward. But i can't disagree with you on this one:thumbsup:
 

·
Registered
Joined
·
866 Posts
Filipe Reis said:
This is just the tip of the iceberg but what I find interesting is that all benfiquistas used to make fun of Dias da Cunha when he used to moan about "The System" and now that their president took the Dom Quixote role in our football they get all shocked with this kind of news.
There's nothing to be shocked about, simply because this is old news. The Nacional-Benfica was one of the investigated games from the beggining. The only new thing here is the spin the media is finally giving.

As for Dias da Cunha, you got to be kidding me. Pinto da Costa and Dias da Cunha were "compadres" for a long time, and it was normal to see them holding hands.
It was only when Dias da Cunha realized he was being played by PC and not allowed to "eat" as much as he wanted, that he started shouting against the "Sistema". That and the Salgado story...
 

·
Registered
Joined
·
36,665 Posts
Discussion Starter #12
Apito Dourado:
Sporting prejudicado por arbitragens encomendadas segundo o “DN”

in O Jogo
07.09.2006


O Sporting Clube de Portugal é uma das equipas que terá sido prejudicada pelas arbitragens na época 2003/2004, devido a um complexo jogo de bastidores, revela hoje o “Diário de Notícias” citando escutas do processo "Apito Dourado".

Segundo o DN, citado pela agência “Lusa”, no processo sobre alegada corrupção no futebol português denominado "Apito Dourado" há uma referência ao jogo Gil Vicente-Sporting (a 22 de Fevereiro de 2004), em que se descrevem movimentações antes da partida. Porém, escreve o “DN”, por falta de provas que sustentassem uma acusação de corrupção desportiva, o caso foi arquivado.

O referido jogo foi arbitrado por Paulo Paraty e a Polícia Judiciária interceptou, dias antes da partida, contactos entre o empresário António Araújo, que mantém negócios com o FC Porto, e um dos auxiliares que fazia equipa com o árbitro do Porto, Devesa Neto. "Eu depois de amanhã ligo-lhe, que eu precisava de, eu precisava de falar com o Paulo (_) que preciso de lhe dar uma palavrinha, está bem?", disse Araújo a Devesa Neto, numa conversa interceptada pela PJ e hoje citada pelo “DN”.

Neste mesmo dia, Paraty fala com Devesa Neto ao telefone e pela conversa percebe-se que o outro árbitro assistente do jogo, Serafim Nogueira, "iria beneficiar o Gil Vicente e um terceiro clube, o FC Porto", segundo refere o Ministério Público de Gondomar no despacho de arquivamento, a que o “DN” teve acesso. O jogo acabou empatado (1-1) e o MP afirma que, com este resultado, o Sporting perdeu dois pontos e atrasou-se na luta pelo título.

O “DN” diz ainda que no relatório da peritagem ao jogo são elencados vários lances em que ficaram por punir faltas ao Gil Vicente que poderiam resultar na "possibilidade de o Sporting marcar golo".

Quarta-feira, o “DN” revelou o teor de conversas telefónicas interceptadas pela PJ que indiciavam que, quer o presidente da Liga de Clubes, Valentim Loureiro, quer o seu filho e presidente do Boavista, João Loureiro, faziam chegar aos árbitros escolhidos a mensagem de uma promoção na carreira a troco de uma "boa" arbitragem.

Um dos jogos que consta das certidões extraídas pelo Ministério Público (MP) de Gondomar é o Boavista-Alverca, que acabou com a vitória dos axadrezados (2-1), que marcaram os golos nos sete minutos de compensação dados pelo árbitro Paulo Pereira, afirma o jornal.

De acordo com o procurador do MP de Gondomar, Carlos Teixeira, o modo de actuação de Valentim e João Loureiro passa, além da sugestão de nomes, pelo conhecimento antecipado dos nomes dos árbitros escolhidos. "Tal permitia-lhes encetar os contactos com antecedência", afirma o diário, dando como exemplo as escutas interceptadas antes do jogo Belenenses-Boavista, arbitrado por Bruno Paixão.

Na edição de hoje, o “DN” refere que o Boavista reagiu às notícias publicadas associando-as ao jogo do próximo fim-de-semana entre os axadrezados e o Benfica. Em comunicado, a direcção do Boavista afirma que "tal facto poderá ser interpretado como tentativa de condicionamento ou forma de turvar o ambiente que rodeia o jogo".

-------------------------------------

...and the laundry gets dirtier and dirtier...
 

·
Registered
Joined
·
123 Posts
inacio said:
this is one of the reasons why we are still well behind the top leagues.......look at italy? corrupted? hell yeh....but the culprits get punished...here its a complete joke :rollani:
IMO, if you think the culprits in Italy were punished, you're buying Rossi's press releases. Juve was rightfully sent down to B for their involvement in shady dealings in Lega Calcio (and here I'm a juventino), but the complete lack of spine showed in allowing Milan back in the CL, raising Lazio and Fiorentina back into Serie A, etc., is a joke -- particularly because all these clubs claimed the "I didn't do it" defense and never admitted any wrongdoing.

I honestly don't see things any better nor necessarily worse in leagues like the EPL, Superliga, etc. Just look at the refereeing scandal in Germany a little over a year ago. Some of it is corruption, some of it is personal, etc. Football administration, for better or worse (mostly the latter), is a lot like politics.
 

·
Registered
Joined
·
36,665 Posts
Discussion Starter #14
Apito Dourado:
Escutas apanharam Luís Filipe Vieira a escolher árbitros para o Benfica

08.09.2006
in publico.pt


As escutas do processo Apito Dourado revelam que Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, se envolveu directamente na escolha do árbitro do jogo das meias-finais da Taça de Portugal da época de 2003/2004 em que o Benfica ganhou ao Belenenses por 3-1. Esse jogo foi arbitrado por João Ferreira, de Setúbal, na sequência da nomeação acertada num telefonema entre Valentim Loureiro e o presidente dos encarnados. Nessa conversa, Luís Filipe Vieira começa por se queixar pelo facto de o árbitro nomeado para o jogo já não ser Paulo Paraty, conforme havia sido anunciado por Pinto de Sousa, à data presidente do Conselho de Arbitragem da Federação, a um advogado com ligações ao Benfica.

A discussão foi acesa, com Valentim a esforçar-se por apaziguar os ânimos do dirigente e sugerir-lhe nomes de árbitros para substituir Paraty. Vieira, que diz não ter "preferência" por "ninguém", acaba por recusar o nome de quatro internacionais - "não me dá garantias", disse de alguns deles. A solução acabou por ser João Ferreira, o árbitro que amanhã estará no arranque do campeonato para os da Luz, quando defrontarem o Boavista no Bessa.

As escutas telefónicas estão apensas ao processo principal do Apito Dourado, mas Cunha Vaz, responsável pelo gabinete de imprensa do Benfica, negou a sua existência. "O sr. Luís Filipe Vieira nunca falou com Valentim Loureiro por causa dos árbitros da Taça. Isso é mentira, até porque quem os nomeava era a Federação. O Benfica nunca escolheu qualquer árbitro", assegurou. Valentim Loureiro, por sua vez, não se disponibilizou para prestar qualquer esclarecimento.

Vieira irritado ao telefone
15 de Março de 2004. Paulo Paraty tinha arbitrado o jogo do Belenenses-Nacional para o campeonato. Por esse motivo, não podia ser indicado para o jogo da Taça, que ocorreria dois dias depois, obrigando Pinto de Sousa, que, à data, liderava o Conselho de Arbitragem, a procurar outra opção. Pinto de Sousa tentaria contactar Vieira para justificar a mudança, mas o dirigente benfiquista deixou de lhe atender o telefone, o que acabaria por levar Valentim Loureiro a envolver-se num jogo que estava fora da alçada da Liga.

"Disseram-me que era o Paulo Paraty o árbitro... Agora dizem-me à última hora, vêm-me dizer que já não pode ser o Paulo Paraty por causa do Belenenses", lamentava-se Vieira a Valentim, enquanto respondia às sugestões dadas por este. "Não quero Lucílio nenhum! (...) O António Costa?! F... Isso é tudo Porto! (...) O Duarte, nada, zero! (...) O Proença também não quero!".

Só o nome de João Ferreira agradou ao presidente do clube da Luz. "O João pode ser", disse, depois de conhecer os candidatos possíveis. A lista era reduzida, porque Pinto de Sousa considerava que o jogo tinha de ser apitado por um árbitro internacional e havia-o dito a Vieira e a Valentim Loureiro.

Nesta conversa com o presidente da Liga, Luís Filipe Vieira estava visivelmente irritado. E confessou a Valentim Loureiro que tinha sido informado de que o árbitro seria Paulo Paraty duas ou três semanas antes. O nome agradava-lhe e a sua substituição foi atribuída a uma manobra do FC Porto, cujo presidente, Pinto da Costa, "controlava tudo", na opinião de Luís Filipe Vieira. No entendimento do dirigente benfiquista, Pinto da Costa decidira até que quem arbitraria o Braga-Porto, também para as meias-finais da Taça, seria Bruno Paixão. "O Bruno Paixão, em Gil Vicente, eu estendi-lhe a mão para o cumprimentar, não me cumprimentou! Como é que esse gajo [Pinto de Sousa] vai nomear esse gajo para apitar?", perguntava Luís Filipe Vieira, não escondendo a indignação e deixando clara a ameaça: "Eu não sou como o Dias da Cunha. (...) Eu vou [à RTP] fazer alguns alertas para o futebol português".

Pinto de Sousa explica-se
Minutos depois, um novo telefonema de Valentim Loureiro a Pinto de Sousa é revelador. O segundo desculpa-se ao presidente da Liga por não ter indicado Paulo Paraty. Este árbitro havia sido sorteado para o jogo da Liga, também com o Belennenses, o que o levou a aceitar a indicação de Vieira e nomear João Ferreira para a Taça.

Ainda na mesma conversa, Pinto de Sousa conta a Valentim que a promessa de que Paulo Paraty seria o escolhido tinha sido feita inicialmente a João Rodrigues (um advogado com ligação ao Benfica), duas ou três semanas antes. Mas assegurou que a nomeação para o campeonato acontecera apenas porque se tinha esquecido de avisar Luís Guilherme, o responsável pela gestão da arbitragem para os jogos da Liga.

Sobre a possibilidade levantada por Luís Filipe Vieira de que o Porto teria escolhido o árbitro para a sua própria meia-final, Pinto de Sousa desmentiu-o. E explicou: "Foi um pedido do Salvador (presidente do Braga). Não indicar nem o Olegário, nem o António Costa".


............................................................................
Partes das escutas telefónicas onde é interveniente Luís Filipe Vieira. Os seus interlocutores são Valentim Loureiro e Pinto de Sousa

Luís Filipe Vieira (LFV) - Eu não quero entrar mais em esquemas nem falar muito...(...)
Valentim Loureiro (VL) - Eu penso que ou o Lucílio... o António Costa, esse Costa não lhe dá... não lhe dá nenhuma garantia?
LFV - A mim?! F.., o António Costa? F... Isso é tudo Porto!
VL - Exacto, pronto! (...) E o Lucílio?
LFV - Não, não me dá garantia nenhuma o Lucílio!
VL - E o Duarte?
LFV - Nada, zero! Ninguém me dá!... Ouça lá, eu, neste momento, é tudo para nos roubar! Ó pá, mas é evidente! Mas isso é demasiado evidente, carago! Ó major, eu não quero nem me tenho chateado com isto, porque eu estou a fazer isto por outro lado.(...)
VL - Talvez o Lucílio, pá!
LFV - Não, não quero Lucílio nenhum!(...)
VL - E o Proença?
LFV - O Proença também não quero! Ouça, é tudo para nos f...!
VL - E o João Ferreira?
LFV - O João... Pode vir o João. Agora o que eu queria... (...) Disseram que era o Paulo Paraty o árbitro... O Paulo Paraty! Agora, dizem-me a mim, que não tenho preferência de ninguém (...) à última hora, vêm-me dizer que já não pode ser o Paulo Paraty, por causa do Belenenses.
Pinto de Sousa - A única coisa que eu tinha dito ao João Rodrigues é o seguinte... É pá, há quinze [dias] ou três semanas, ele perguntou-me: "Quem é que você está a pensar para a Taça?"... Eu disse: "Estou a pensar no Paraty"...
VL - Bem, o gajo está f... (...) O Paraty então não consegues, não é?
PS - O Paraty não pode ser. (...) Até para os árbitros restantes, diziam assim: "É pá, que diabo, este gajo tem tantos internacionais e não tem mais nenhum livre, pá?!".(...)
VL - Eu nem dá para falar muito ao telefone, que ele começa para lá a desancar. (...) Mas qual é o gajo que o Porto não quer?! O Porto quere-os todos, pá! Qualquer um lhe serve!
PS - É... Por acaso é verdade...
VL - O Porto quer lá saber disso!
PS - Se é o Lucílio... Se fosse o Lucílio, era o Lucílio, se fosse o António Costa, era o António Costa...
VL - Ao Porto qualquer um serve!

-------------------------------------

pois :rollani:
 

·
Registered
Joined
·
4,637 Posts
-------------------------------------

pois :rollani:

Filipe, it's the Federation (FPF) that chooses the refs for the cup games, not the league. Valentim Loureiro was the one that called LFV telling him that Paraty, the originally designated ref wasn't going to ref that game which totally pissed off LFV because benfica had gotten robbed game after game. Never did LFV say anything about anything about choosing a ref only stating that that ref didnt give him guarantees as he's "Porto" meaning that he didn't want to get robbed by a ref that was controlled by Porto. I understand that you have hatred towards benfica as most little teams do but sometimes you just sound like a damn retard, and it's because people like you that sports fans don't get along, people full of shit. Luis Filipe Viera was the one pushing for this, he was never a part of any "apito dourado" investigation.

I suggest you try to explain why your team won the championship with about 20 penalties from Jardel, 1 or 2 of which came in Benfica's stadium when Benfica was willing 2-0 and some penalty calls fell out of the sky.
Or better yet, try explaing how Ricardo, the NT and Sporting's goalkeeper defended a ball almost 2 meters inside of his net against Uniao de Leiria and the ref never called it a goal.u
Get a clue:thmbdown:

Edit, if you can prove otherwise then feel free to do so, this is just a case of someone calling LFV and LFV telling them off because they're changing the refs on him, a ref that he didn't pick so keep that in your little head.
 

·
Registered
Joined
·
36,665 Posts
Discussion Starter #16
killa said:
-------------------------------------

Filipe, it's the Federation (FPF) that chooses the refs for the cup games, not the league. Valentim Loureiro was the one that called LFV telling him that Paraty, the originally designated ref wasn't going to ref that game which totally pissed off LFV because benfica had gotten robbed game after game. Never did LFV say anything about anything about choosing a ref only stating that that ref didnt give him guarantees as he's "Porto" meaning that he didn't want to get robbed by a ref that was controlled by Porto. I understand that you have hatred towards benfica as most little teams do but sometimes you just sound like a damn retard, and it's because people like you that sports fans don't get along, people full of shit. Luis Filipe Viera was the one pushing for this, he was never a part of any "apito dourado" investigation.

I suggest you try to explain why your team won the championship with about 20 penalties from Jardel, 1 or 2 of which came in Benfica's stadium when Benfica was willing 2-0 and some penalty calls fell out of the sky.
Or better yet, try explaing how Ricardo, the NT and Sporting's goalkeeper defended a ball almost 2 meters inside of his net against Uniao de Leiria and the ref never called it a goal.u
Get a clue:thmbdown:

Edit, if you can prove otherwise then feel free to do so, this is just a case of someone calling LFV and LFV telling them off because they're changing the refs on him, a ref that he didn't pick so keep that in your little head.
never a pois caused such a verbal diahrroea on a benfiquista :neutral:
 

·
Registered
Joined
·
36,665 Posts
Discussion Starter #18
“Apito Dourado”:
Jornal “Público” diz que Pinto da Costa escolheu o árbitro da final da Taça em 2002/2003

in O Jogo
09.09.2006


Segundo a edição de hoje do jornal “Público”, o presidente do FC Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa, terá escolhido o nome do árbitro para dirigir a final da Taça de Portugal na época 2002/2003.

A notícia cita como fonte escutas do processo "Apito Dourado". A conversa entre Pinto da Costa e o presidente do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol, Pinto de Sousa, induz a pensar que presidente portista indicou o nome do árbitro Pedro Henriques, de Lisboa.

Na escuta telefónica, que antecedeu a final FC Porto-Leiria, o presidente do Conselho de Arbitragem deu conta a Pinto da Costa da possível nomeação do árbitro Isidoro Rodrigues e que esta não agradava ao presidente do Leiria, que ameaçava fazer um escândalo. O presidente do FC Porto terá então sugerido o árbitro António Costa e depois Pedro Henriques, sobre quem acabou por recair a escolha, dado Pinto da Costa entender ser o árbitro ideal, uma vez que era o primeiro classificado pelo Conselho de Arbitragem.

---------------------------

another harmless convo :cool:
 

·
Registered
Joined
·
36,665 Posts
Discussion Starter #19
Duas formas de olhar para o «Apito dourado»
by Luís Sobral
in MaisFutebol
08.09.2006


As revelações de novas escutas do processo «Apito dourado», esta semana, somadas às que já eram conhecidas, podem ser olhadas de duas formas.

Podemos tentar chegar a conclusões sobre quem telefonou mais a quem e quais os personagens que mais vezes utilizaram palavrões a seguir, ou antes, ao nome de um árbitro. Ou podemos fazer um esforço e perceber se depois do que agora foi revelado é possível alterar este estado de coisas.

O primeiro cenário é pura perda de tempo. Além de que poderia conduzir a conclusões erradas. É bom que estas conversas tenham sido divulgadas (como ninguém as desmentiu, vamos assumi-las como verdadeiras). Mas devemos ter consciência de que não conhecemos tudo o que foi escutado e, obviamente, nem tudo o que é dito é escutado. Ou seja, o exercício até pode ser atraente para os adeptos que precisam de animar conversas de café, mas resultaria ineficaz. E provavelmente as conclusões pecariam por defeito.

Depois, a função de julgar compete aos tribunais e é bom não esquecermos este princípio básico. Emitir um juízo sobre o comportamento de alguém é uma tarefa delicada, de responsabilidade e quando estamos a falar de possíveis ilegalidades é às autoridades que compete actuar.

Resta, em meu entender, o segundo cenário. Que fazer perante o que continua a ser tornado público? Tenho algumas ideias.

Em primeiro lugar Federação e Liga deveriam ter aberto, há muito tempo, processos disciplinares a diferentes dirigentes e clubes. Compreendo que a Liga não o tenha feito. É inaceitável, mas percebe-se muito bem. Já não entendo a posição da FPF, tão diligente sempre que a FIFA espirra, mas sem opinião (e acção) na mais grave suspeita de corrupção desportiva em Portugal, nos últimos anos.

Ninguém abre um inquérito para perguntar aos árbitros, por exemplo, se é costume algum dirigente telefonar?

Também tenho dificuldade em entender a posição dos árbitros. O nome de muitos deles é tema central das conversas. Sim, não existem provas de comportamento ilícito de qualquer um deles. Mas agora que sabem a forma como são referidos por dirigentes com enorme responsabilidade, não tomam qualquer posição? Calam-se e simplesmente se dirigem para os jogos do fim-de-semana, disponíveis para que sobre eles recaiam as vis insinuações que se seguem a cada derrota? Não compreendo. Os árbitros devem perceber de uma vez por todas que são afectados e que tudo o que eventualmente possam fazer ou dizer para ajudar a tornar tudo isto um pouco menos escuro deve ser feito.

No mínimo, ficou exposto que alguns dirigentes conversam entre si sobre quem apita o quê. Uns telefonam, outros atendem. Uns acham que há determinados árbitros que não servem, outros até passam.

Tudo isto, as conversas publicadas e não desmentidas, o silêncio ensurdecedor de demasiadas pessoas e a inércia das instituições que dirigem o futebol português permite concluir que é urgente a mudança.

Infelizmente, acho que todos os principais personagens desta história já deram demasiadas provas de que se depender deles nada se alterará. O último exemplo é a eleição de Valentim Loureiro para presidente da Assembleia Geral da Liga. Parecem seguir a máxima do realizador italiano Nanni Moretti: «Depende de mim e se depende de mim é certo que não o farei». Só que desta vez o sorriso que a frase provoca é amarelo.

Depois, lá bem no fundo, estes personagens merecem-se.

Dito de uma forma mais directa e resumida, o futebol português enoja-me. Só tenho pena da bola.
 

·
Registered
Joined
·
5,903 Posts
killa said:
I don't see the big deal in the convo.
If the conversation took place, it should be a very big deal.

That's why PDC is so much better than LFV, he has the prostitutes do the talking. LFV, on the other hand, will never pass up an opportunity to ramble.
 
1 - 20 of 469 Posts
Top