PL R5: SPORTING 1-2 FC Porto; Alvalade, 04.10.2008 - Xtratime Community
 
LinkBack Thread Tools Display Modes
post #1 of 1 (permalink) Old October 7th, 2008, 00:00 Thread Starter
Forum Manager
Xtratime Legend
 
Filipe Reis's Avatar
 
Join Date: 08 2004
Location: Sweden
Teams: SPORTING CP & Portugal NT
Posts: 36,665
PL R5: SPORTING 1-2 FC Porto; Alvalade, 04.10.2008

2008/09 Portuguese League - Liga Sagres
Round 5

Saturday, 4 October 2008 - 19:45 local time
Estádio José de Alvalade, Lisbon (35,900 att.)
Ref: Lucílio Baptista (AF Setúbal)


SPORTING 1-2 FC Porto
[João Moutinho 28' pen.; Lisandro López 18', Bruno Alves 31']


SPORTING
Rui Patrício (5)
Abel (5)
[Romagnoli (5) 66'] - Tonel (5) - Polga (6) - Grimi (3) [Pereirinha (3) HT]
Miguel Veloso (5)
Rochemback (5) - João Moutinho (7)
Yannick Djaló (4)
Derlei (4) - Hélder Postiga (5)
[Liedson 66']

Subs not used: Tiago, Pedro Silva, Daniel Carriço, Adrien.
Coach: Paulo Bento

***

FC Porto
Nuno Espírito Santo (7)
Sapunaru (6) - Rolando (7) - Bruno Alves (8) - Fucile (6)
Fernando (7) - Raúl Meireles (7)
Tomás Costa (7) [Mariano González (3) 58']
Lucho González (6) [Guarín (3) 84'] - Lisandro López (7) - Cristián Rodriguez (5) [Hulk (3) 73']

Subs not used: Ventura, Lino, Pedro Emanuel, Pelé.
Coach: Jesualdo "The Cúnt" Ferreira

------------------------------------------------------
Booked:
Lucho González (FCP 22'), Abel (SCP 32'), Pereirinha (SCP 51'), Tomás Costa (FCP 55'), Derlei (SCP 59'), Sapunaru (FCP 59'), Liedson (SCP 80'), Lisandro López (FCP 89').
------------------------------------------------------
Player ratings (1 to 10) by O Jogo

Crónica in MaisFutebol
by Nuno Madureira, 04.10.2008

Teve golos, casos e polémicas de arbitragem. E teve também, comecemos por aí, um vencedor merecido. Para ser um clássico maior, faltou-lhe um pouco mais de qualidade e menos erros febris, os maiores responsáveis pelos suplementos de emoção durante 90 minutos. Mas isso seria pedir demasiado a duas equipas que chegavam a Alvalade a lamber feridas recentes.

O clássico dos convalescentes sorriu ao F.C. Porto e aliviou a contestação a Jesualdo Ferreira. O dragão vira a página negra de Londres no topo da tabela, até ver sem companhia, e tem a seu crédito quatro pontos conseguidos nas visitas a Lisboa. É um saldo amplamente positivo para uma equipa que, sem resolver todos os seus problemas de reconstrução, e sem o brilho dos anos dourados, respondeu à pressão com a concentração e competitividade de outros tempos.

Em sinal contrário, se a vitória sobre o Basileia tinha atenuado alguns dos problemas do Sporting, a segunda derrota seguida frente a um adversário directo deixa a nu as suas limitações. Mesmo tendo mais bola e mais ataque, sem os lesionados Vukcevic e Izmailov, o leão poucas vezes pareceu capaz de romper a teia a meio-campo. E o passar dos minutos naquela longa segunda parte só acentuou a impressão de domínio estéril, com o F.C. Porto a desperdiçar ainda algumas oportunidades para o KO.

O jogo acabou por dar mais do que prometia: os primeiros minutos, mauzinhos, foram tributo lógico a ao rótulo de «proibido perder» que as equipas transportavam às costas. Muita luta a meio-campo, pressão intensa em espaços curtos e muitos passes falhados nas saídas para o ataque. Mais intranquilo nesse particular, o Sporting foi penalizado por uma ingenuidade de Grimi, que abordou uma dividida à confiança com Tomaz Costa, quando a equipa saía para o ataque. O desequilíbrio foi o suficiente para que Lisandro reaparecesse como protagonista, assinando (19 m) o seu primeiro golo desta Liga.

O habitual 4x4x2 de Jesualdo em jogos grandes era disfarçado com a colocação de Lucho na direita, num desenho que reforçava solidez a meio-campo. Com Yannick no lugar de Romagnoli, aposta de Paulo Bento para rectificar o défice de velocidade na Luz, o Sporting penava para colher resultados da estratégia. Mas, nove minutos depois, um penalty generoso que Lucílio Baptista detectou, após um encosto de braço de Tomaz Costa a Moutinho, permitiu ao capitão do Sporting consumar um empate caído do céu.

Na resposta, Bruno Alves começava a construir uma noite de glória, com um livre directo perfeito que deixou Rui Patrício sem reacção. A bolha de optimismo leonino não chegara a durar dois minutos. Além da vantagem no marcador, o F.C. Porto tinha agora, também, um claro ascendente psicológico sobre um leão sem espaço nem tempo para encontrar serenidade.

Ao intervalo, Paulo Bento iniciou um ciclo de mudanças que não deixaria pedra sobre pedra até ao final do jogo. Saía o infeliz Grimi, entrava o esforçado Pereirinha, Miguel Veloso passava para a lateral-esquerda. Resultados práticos, nenhuns: foi o F.C. Porto a passar perto do golo, em nova bomba de Bruno Alves, em cheio na trave (53 m).

O jogo aquecia e Jesualdo mexia, para poupar Tomaz Costa à expulsão e para dar mais dinamismo às saídas em contra-ataque com Mariano. Rodríguez (bela segunda parte) voltou a passar a centímetros do golo e na resposta Paulo Bento esticou a corda, lançando Romagnoli e Liedson. Só não se percebeu por que razão Postiga, novamente um dos melhores, tinha de ser o sacrificado.

Por esta altura, o destino do jogo estava quase traçado. E foi uma perdida incrível de Derlei, após insistência de Romagnoli (71 m) a escrever a sentença, deixando ainda mais claro que esta não era noite para o leão. Bruno Alves, imperial, mandava em todos os lances próximos da sua área e, com o jogo partido, o F.C. Porto ainda assinava mais uns contra-ataques ameaçadores, frente a um Sporting logicamente atirado para a frente, mas sem lanterna que lhe indicasse a porta de saída para a depressão.

"The greatest glory in living lies not in never falling, but in rising every time we fall.”
Nelson Mandela
Filipe Reis is offline  
Reply

Quick Reply
Message:
Options

Register Now



In order to be able to post messages on the Xtratime Community forums, you must first register.
Please enter your desired user name, your email address and other required details in the form below.

User Name:
Password
Please enter a password for your user account. Note that passwords are case-sensitive. Try to avoid choosing short (like '1'), simple (like 'abcd') and easy to guess passwords (like a name of your favorite team, player, etc)! Complex and long enough passwords, that consists of random string of alphabet and numerical characters, are almost impossible to be stolen and misused.

Password:


Confirm Password:
Email Address
Please enter a valid email address for yourself.

Email Address:
OR

Log-in











Currently Active Users Viewing This Thread: 1 (0 members and 1 guests)
 
Thread Tools
Show Printable Version Show Printable Version
Email this Page Email this Page
Display Modes
Linear Mode Linear Mode



Posting Rules  
You may post new threads
You may post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off
Trackbacks are On
Pingbacks are On
Refbacks are On

 
For the best viewing experience please update your browser to Google Chrome